[Evento Literário] Resumo da Bienal do Livro


Olá pessoal, hoje eu venho falar um pouco sobre como foi a XIX Bienal do Livro do Rio de janeiro. Eu não pude ir em todos os dias, devido a meu trabalho mas nos 4 dias em que participei posso dizer que em geral foi um evento maravilhoso. Admito que teve alguns contratempos no primeiro dia de Bienal que no início me incomodou, mas depois que tudo passou, posso dizer que foi até aceitável. 



Bem, eu fui nos dias: 30, 01, 07 e 08. No dia 30 de agosto, foi o dia mais complicado no inicio. Ao chegar na bienal já tive o meu primeiro problema, saber onde era para retirar a minha credencial. Nenhum dos funcionários sabiam informar em qual fila era pra eu entrar, e foi um anda pra lá e anda pra cá que até que na minha terceira fila eu consegui encontrar finalmente a de retirada de credencial de imprensa.

Ao chegar na minha vez de ser atendida, veio o segundo problema: não estavam conseguindo gerar a minha credencial, devido ao problema da própria organização não geraram os códigos de liberação nos e-mails enviados e não somente eu, mais muitas pessoas não estavam cadastrados no sistema. Depois de mais de 1h esperando a solução do problema, finalmente consegui retirar a minha sonhada credencial de imprensa. 

Esse ano eu tinha decidido que ia somente pegar autógrafos com os meus queridos autores nacionais, porém teve a Sofia Silva, a portuguesinha mais Brasileira que eu conheço, e eu não resisti e fui pegar autógrafo com ela.

No primeiro dia no dia 30, peguei autógrafo com a queridíssima Thati Machado, ela é a autora de Singular, Poder G, GPower, entre outros livros. Peguei autógrafo com a fofa da Luciane Rangel autora de Destinos de Papel. Espero que em breve vai ter resenha por aqui de todos os livros que comprei. Consegui tirar foto em alguns stands, não todos, pq é tanta coisa pra se fazer que você acaba ficando perdida, mas em relação a pessoas, o primeiro dia foi o que estava melhor de se ver todos os stands. Então uma dica, se você quiser ir para ver tudo com calma, vá no primeiro dia do evento.

No segundo dia que fui, o dia 01, o dia foi mais corrido, pois eu moro a 3h do Rio Centro, e eu fui com a minha amiga e acabamos chegando a 12h. Nesse dia eu consegui conhecer e pegar autógrafo com a Mila Wander, para quem não se lembra das obras da Mila, ela é autora de O Safado do 105, O Canalha do 610, Despedida de Solteiro entre outros títulos. Os dois primeiros publicados na Editora Planeta e o ultimo pela Qualis Editora. Na parte da tarde, eu finalmente conheci a Sofia Silva, imagina uma pessoa amorzinho, ela é a escritora de Sorrisos Quebrados. E nesse dia ela estava lançando, Destinos Quebrados o penúltimo livro da série.

No dia 07, foi o pior dia pra mim, a bienal estava insuportável. Muita geeente meu povo! Ainda mais que era feriado nacional, todo mundo decidiu ir para lá! Foi um dos dias que eu menos aproveitei, pois por ter muitas pessoas no dia, ficou complicado de se andar nos stands. , mas foi o dia mais épico da bienal pelo outro lado, pois foi o dia em que o digníssimo prefeito Marcelo Crivela tentou pela segunda vez, censurar os livros com a temática LGBT, (para entender melhor leia essa matéria aqui). E ainda para a alegria dos leitores o Youtuber Felipe Neto comprou no dia anterior 14mil exemplares da temática para distribuição gratuita para os leitores presentes nesse dia. Nesse dia peguei autógrafo com Vinicius Grossos, mais uma vez da Thati Machado. E teve também o #ZNLiterária da blogueira Caah Hartmann.


No ultimo dia, o dia 08 foi sensacional e o mais cansativo, o ultimo dia de bienal do livro consegui chegar na hora em que a bienal abriu. Finalmente, consegui pegar meu autógrafo da FML Pepper, com a A.C. Meyer e com a Raffa Fustagno. Foi o mais louco, pois além dos autógrafos, fui pro evento maravilhoso: O Mochilão da Record, onde teve a participação dos autores: Ana Beatriz Brandão, Lucy Vargas, Ray Tavares e a diva das divas, Carina Rissi, que foi pra conversar um pouco com a gente sobre o seu novo lançamento: Amor sob encomenda e responder algumas perguntas de nós leitores.

Apesar de alguns problemas no início da Bienal, valeu super a pena viver todos esses momentos. Se tivesse que passar por isso tudo de novo passaria sem pensar duas vezes. Valeu a pena reencontrar todos os amigos literários, ter conhecido novos autores e ter sido feliz todos os dias!

Quero agradecer a empresa responsável pela organização da Bienal do Livro, por ter dado essa oportunidade de esta aqui hoje falando um pouco sobre o evento e poder ter participado como divulgadora desse grande evento. Espero poder participar em 2021 mais uma vez.

Como era muitas imagens, decidi publicar elas no Flickr do Além de uma Prateleira.




5 comentários

  1. Olá!

    Esse ano eu não pude ir à bienal, infelizmente. Sou apaixonada por esse evento, na próxima oportunidade com certeza eu estarei presente.
    Você conseguiu conhecer muitos autores, tambem já estive com o Vinicius e a FML, são autores incríveis!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente não pude ir à Bienal, mas já estou me preparando para ir no ano que vem.
    Acho esse evento simplesmente fantástico!
    Que bacana que você pôde conhecer muitos autores. Sou apaixonada pela Carina Rissi e pela Ana Beatriz Brandão!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Não fui na Bienal do Livro esse ano, então adorei tu ter trazido um pouquinho dela, para eu saber um pouco do que rolou por lá, rs. Eu achei um absurdo essa censura, devia estar um caos por lá nesses dias. Adorei o post!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Olá...
    Mesmo com esses contratempos, é perceptível que você AMOU a bienal! Eu sou louca pra participar, mas, como moro em MG fica caro viajar assim...
    Adorei a sua cobertura!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Eu amo ir nas Bienais, mas como sou de São Paulo, ainda não deu para ir conhecer a do Rio. Por enquanto, só a daqui mesmo.
    Bienal é sempre uma correria, um cansaço que vale cada instante. Os livros que compramos, as pessoas que conhecemos, os autores que pegamos autógrafos, os momentos que passamos. É maravilhoso. E cada Bienal é diferente da outra.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/2019/09/balanco-do-primeiro-semestre-2019.html

    ResponderExcluir